Exigência ao máximo para Jorge Jesus em 2017/2018



Administração, descontente com derrota frente ao Belenenses, vai exigir mais do técnico no futuro.

O discurso de Bruno de Carvalho, no rescaldo da derrota do Sporting com o Belenenses (1-3), foi o espelho do descontentamento que mora em Alvalade com a campanha dos 'leões' esta temporada.

"Chegámos ao final do jogo e infelizmente posso dizer que os adeptos não estão satisfeitos. No fim do dia o que fica é um resultado 1-3... Esperava tantos adeptos, sim. Os adeptos estão crentes num projeto, mais do que em treinadores ou jogadores. Infelizmente, não posso dizer que estejam satisfeitos. Os adeptos têm sido fantásticos numa época péssima. Temos de saber colocar os adjetivos: é um sentimento deprimente e não corresponde em nada ao que queremos. O Sporting tem de ser diferente", afirmou o presidente 'leonino' à Sporting TV.

De acordo com o jornal Record, este sentimento é partilhado por toda a administração leonina, pelo que a SAD sportinguista vai exigir mais a Jesus no que toca a resultados.

Nesse sentido, a direção do clube de Alvalade vai reunir com o treinador nos próximos dias para informar que não vai haver margem de erro no que diz respeito aos objetivos a alcançar na próxima época, nomeadamente o título de campeão nacional.

A mesma publicação refere que o discurso de Jorge Jesus no fim do jogo não caíram bem aos responsáveis sportinguistas. "As alterações que fizemos não melhoraram a equipa. Fui buscar soluções que não eram primeiras nem segundas opções durante o campeonato", disse Jorge Jesus, após a derrota.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt
Share on Google Plus

Sobre Cortina Verde

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

1 comentários:

Nelson Pereira said...

Há factos que nos escapam, como a tal bola na barra, ou os nossos amigos camaradas de preto. No entanto jogos como o de ontem... não!!
Não é uma questão da falhar, isso todos nós falhamos, não é uma questão de falta de sorte quando a bola resolve saltar e não entrar, não é uma questão infortúnio para com o jogador, no caso de Matheus, na forma como saltou e levou a bola a bater no braço, que como é óbvio, jogadas a esses nível para o Sporting dá sempre penalti, para os outros há sempre o benefício da dúvida e quando não há dúvida para os outros, diga-se lampiões, não há infracção máxima, mas sim o caso, de desconcentração total, falta de empenho e vontade de ganhar desde o primeiro segundo, falta de rigor técnico e táctico... ou seja, por outras palavras mais simples, entrar em campo a marimbarem-se para o jogo.
E depois uma critica maior a JJ, por mais de uma vez testou aquela frente de ataque com Bryan Ruiz no eixo, não resultou, como as trocas entre este e Bruno César também não resultou no passado e claro, também não ia resultar nesse jogo, claro que o resultado não podia ser outro se não o fracasso. Para não falar das substituições, que a única que resultou foi a última e já era tarde de mais, foi a do Francisco Geraldes.
Ontem houve culpados e esses foram a equipa técnica e os jogadores.