Wolfswinkel: «Sucesso de Dost, é o sucesso de toda a equipa! Viva o Sporting!»

O HERÓI DA ÚLTIMA VITÓRIA SOBRE O BENFICA EM ALVALADE PARA A LIGA


Ricky van Wolfswinkel diz lhe alguma coisa? Aos adeptos do Sporting, sim, mais precisamente... 45: o número de golos que o internacional holandês, hoje com 28 anos, apontou de leão ao peito entre 2011 e 2013, tudo num total de 88 jogos. A representar o Vitesse, equipa do seu país natal, o Lobo ‘saiu da toca’, conversou em exclusivo com Record e abordou o momento que o compatriota Bas Dost atravessa e que lhe permite lutar ao taco a taco pela conquista da Bota de Ouro. Em semana de dérbi, vinca Ricky, a equipa deve manter os olhos postos no 28: sendo ele o destino da ideia de jogo, vai permitir aumentar a série vitoriosa do leão e... ‘incomodar’ Messi, atual líder da classificação com mais um golo que Dost.

“Acho – e espero – que o Bas Dost pode ganhar a Bota de Ouro. Se o conseguir, é um prémio fantástico para ele, mas também para os companheiros de equipa. Penso que até ao fim do campeonato o foco tem de estar em apoiá-lo. Espero que ajudem o Bas Dost a marcar o máximo de golos possível”, desejou o ponta-de-lança, prosseguindo com o sentimento que lhe suscita ver “um amigo”– e compatriota – como Bas a seguir os seus passos: os da baliza rival. “Estou muito orgulhoso de ver outro futebolista holandês a fazer coisas fantásticas num clube onde joguei e que continuo a amar. Especialmente um amigo como o Bas Dost!”, garantiu, reforçando o nível que Bas atingiu esta época, na qual já apontou 30 golos (29 pelo Sporting, 1 pelo Wolfsburgo) : “Está a fazer uma temporada fantástica. Infelizmente o Sporting não vai ser campeão este ano, mas o Bas Dost está a conseguir coisas incríveis.”

Amor que fica... a verde


Depois de uma aventura de duas épocas em Alvalade, Ricky demorou... a reencontrar-se. Experimentou o Norwich (Inglaterra), o Saint-Étienne (França) e o Betis (Espanha), antes de voltar a puxar da veia goleadora. Aconteceu já no Vitesse – clube onde fez a sua formação – , por quem soma 19 golos em 34 jogos em 2016/17. As aventuras foram muitas, mas nenhuma delas apagou o que viveu de leão ao peito. É por isso, conta-nos, que continua a acompanhar o Sporting. Pois para além do amor que ficou aos verdes e brancos, há um amigo que fatura quase todos os fins de semana.

“Tento seguir todos os jogos do Sporting na TV ou, pelo menos, acompanhar os resultados através do telemóvel. Ainda mais quando o Bas Dost está a jogar!”, prosseguiu, fechando a conversa com novo pedido aos colegas de equipa do compatriota. Continuem ter o camisola 28 como alvo, pois... “O sucesso individual de um jogador é, também, o sucesso de toda a equipa! Viva o Sporting!”

Duas ‘feridas’ na águia

A passagem de Wolfswinkel por Portugal permitiu ao ponta-de-lança encontrar o Benfica em quatro ocasiões, todas com Jorge Jesus no comando das águias. Marcou dois golos, um que permitiu ao leão alcançar a única vitória nesse registo, a última na Liga contra o rival no seu estádio: em 2011/12, converteu com sucesso o penálti que deu o 1-0 final.

Por Bruno Fernandes
@Jornal Record
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.