Eduardo Barroso: "Caramba, tão injusto que é não estarmos a lutar pelo título"

O Sporting recebe o Benfica em Alvalade a 22 de abril, mas Eduardo Barroso tem 'quase' a certeza que o desfecho será uma vitória para os 'leões'.


O ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting mostrou-se confiante quanto ao desfecho do último dérbi da época contra o Benfica a 22 de abril em Alvalade.
No artigo de opinião publicado esta quarta-feira no jornal A Bola, Eduardo Barroso lamentou o empate entre Benfica e FC Porto a 1-1, e assumiu que gostaria de ter visto a equipa de Nuno Espírito Santo ganhar os três pontos na Luz.

"Queria (gostava) que o Benfica perdesse., desmoralizasse, empatasse em Moreira de Cónegos e chegasse a Alvalade apenas com cinco ponto de avanço. Saiu-me o meu desejo furado. Com o Benfica a oito e o Porto a sete, mesmo que ganhemos - como eu quase garanto - ao Benfica em Alvalade, não dá para atingir o segundo lugar", escreveu o antigo dirigente do Sporting na sua crónica semanal de opinião.

"Para mim não houve penalty nenhum e Samaris e Jonas mereciam ter sido expulsos. O encontrão/agressão de Jonas ao seu antigo treinador cheirou a vingança mesquinha. Nuno Espírito Santo foi demasiado honesto. Devia ter-se deixado cair de costas bem à Lito Vidigal, agarrando-se ao peito em evidente dificuldade respiratória, e Jonas, com ou sem cervicalgia, (alguém tem de lhe explicar que estes encontrões podem ser perigosos para ele próprio) veria certamente o merecido cartão vermelho. Mas nem a gravata perigosa e despudorada do Samaris ao Alex Telles mereceu qualquer comentário", acrescentou Eduardo Barroso sobre os incidentes no 'clássico' da Luz.

"Fez bem o meu Sporting, ao denunciar estes acontecimentos. Não para copiar o Benfica, apenas porque temos de provar a todo o momento que não pode haver dois pesos e duas medidas. Em ambos os casos não houve cartões, pode haver tal como com Slimani um sumaríssimo mais precoce", frisou Barroso sobre as queixas do Sporting.

"Temos o terceiro lugar super garantido, com os nossos perseguidores a dez pontos. Aguardemos mais duas jornadas. Ganhando os nossos jogos até receber o Benfica em Alvalade. Nessa altura faremos novo balanço", sentenciou o ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting deixando ainda um desabafo: "Caramba, tão injusto que é não estarmos a lutar pelo título".

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.