"Amuletos" no Sporting: Rui Patrício agarra-se ao filho e Podence ao número 56

O futebol, como jogo que é, está também ligado à sorte e ao azar. 


Por isso mesmo, a grande maioria dos futebolistas têm superstições que cumprem com rigor para que tudo lhes corra bem durante os 90 minutos de cada partida. Outros não são tão ligados a estas questões do oculto mas fazem-se sempre acompanhar por amuletos, nem que seja em jeito de dedicatória aos que lhes são mais queridos.
No Sporting, equipa que este domingo (2) defrontou e venceu o Arouca, por 2-1, há dois jogadores que encaixam no último perfil que traçámos. O guarda-redes Rui Patrício e o avançado Daniel Podence levaram para o relvado os seus ‘amuletos’.

Comecemos pelo guarda-redes, de 29 anos, que ajudou Portugal a ser campeão europeu, em França. Pouco depois dessa que é a maior conquista no seu currículo,

Rui Patrício foi pai pela primeira vez a 12 de agosto. O pequeno Pedro, cujo signo zodíaco é, curiosamente, o leão, acompanha agora o futebolista em cada partida que ele disputa. Como? Com o nome que lhe foi atribuído inscrito nas chuteiras do pai.

Quanto ao jovem avançado, de 21 anos, esse mostra-se fiel ao número 56, aquele que escolheu quando chegou à equipa secundária do Sporting, em 2013, e que foi mantendo até aos dias hoje. Agora, nesta ‘visita’ ao terreno do Arouca, Podence quis dar ainda mais ênfase ao significado que esse número tem para si e, frente ao Arouca, levou-o a jogo não só no dorsal da camisola leonina, como também no penteado. A verdade é que isso lhe deu… sorte. Além de ter sido lançado por Jorge Jesus no minutos finais da partida, ainda foi bastante aplaudido pelo treinador.

@movenoticias.com
Por Maria João Pinheiro

Foto: movenoticias
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.