Passaporte abre porta de saída a Jefferson

Sporting Lateral será português até ao fim da época. SAD quer cobrar seis milhões de euros


Se é verdade que Jefferson pouco tem contado para Jorge Jesus, treinador do Sporting, desde janeiro do ano passado, também é certo que o lateral não deixou Alvalade por falta de propostas convincentes, em parte porque a nacionalidade brasileira lhe fechou, por exemplo, as portas do campeonato inglês. Ora, o JN sabe que até ao fim da época o esquerdino passará a ser português, o que lhe abrirá mais portas a partir de julho.

Nesta altura, a SAD leonina, presidida por Bruno de Carvalho, segundo apurámos junto de fonte próxima do processo, tenciona receber à volta de seis milhões de euros pela cedência do passe do defesa contratado ao Estoril em 2013, a troco de uma verba a rondar os 700 mil euros.

Certo é que Jefferson pouca motivação tem para continuar de leão ao peito. Jorge Jesus não tem conseguido retirar todo o potencial do esquerdino e, por isso, também não tem apostado regularmente nele. É uma situação complicada de gerir, entre dar tempo ao jogador para recuperar psi- cologicamente e a equipa manter o ritmo vitorioso.

Ainda assim, a pensar no futuro, o camisola 4 nem se- quer quis pensar em ser emprestado em janeiro úl- timo. É que a saída para o estrangeiro representaria um travão no processo de naturalização que está qua- se concluído e lhe abrirá as portas de outras Ligas.

Por Luís Mota desporto@jn.pt
Share on Google Plus

Sobre Carlos Martins

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.