Castigo a Bruno de Carvalho é dos mais pesados desde o caso Apito Dourado

Pena mais pesada desde o caso Apito Dourado


O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol profissional, Octávio Machado, foram castigados, respetivamente, com 113 e 75 dias - multas de 2869 euros e 1913 euros - pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Os dois dirigentes foram visados pelo órgão federativo na sequência de uma participação feita pelo Benfica em novembro de 2015 por declarações proferidas em vários órgãos de comunicação social, as quais foram materializadas em três infrações de lesão da honra e reputação por parte de Bruno de Carvalho e duas através de Octávio Machado.

O Sporting, sabe O JOGO, vai recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) e Bruno de Carvalho deverá hoje mesmo abordar a questão em entrevista à TVI - ainda que os efeitos do castigo e eventuais sanções às partes estejam a ser avaliadas -, enquanto o Benfica, segundo fonte oficial, considerou "surreal, inqualificável e inaceitável que CD da FPF tenha alterado a qualificação jurídica de factos imputados ao Sporting, acabando por julgar prescritas as infrações em causa." Certo é que o dirigente máximo dos leões promete não se calar.

O castigo aplicado a Bruno de Carvalho (113 dias) é um dos mais pesados desde o caso Apito Dourado, há praticamente nove anos. Então, João Bartolomeu, presidente do União de Leiria foi suspenso por um ano, João Loureiro teve de afastar-se do cargo durante quatro anos e Jorge Nuno Pinto da Costa foi condenado por dois anos.

Mais recentemente, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, foi suspenso por 60 dias, castigo que está a cumprir na sequência do confronto verbal com João Ferreira, vice-presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, após o Benfica-Vitória de Setúbal. O Benfica ainda conseguiu travar a suspensão com uma providência cautelar, mas o TAD indeferiu o recurso apresentado e o presidente dos encarnados teve de retomar o castigo. Também Joel Pinho, diretor desportivo do Arouca, foi suspenso por seis meses na última temporada.

Por Filipe Alexandre Dias/Rui Miguel Gomes
@Jornal OJOGO
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.