Bruno de Carvalho ataca Cristovão: "Nunca fui suspeito de violação e tortura"

Para o candidato da lista B e atual presidente do Sporting, uma coisa "é ter que aturar um pedante e outra é aturar o Paulo Pereira Cristovão".


Questionado sobre as declarações de Paulo Pereira Cristovão que afirmou que esta direção vai ser sujeita a uma auditoria às contas dos quatro anos de mandato, Bruno de Carvalho acabou por lançar um ataque cerrado ao antigo 'vice' de Godinho Lopes.

"Uma coisa é ter que aturar um pedante candidato à presidência do Sporting. (...) Outra coisa é aturar o Paulo Pereira Cristóvão, isso está fora de questão. Eu tenho muito orgulho na minha vida e tenho orgulho de olhar para as minhas filhas e ver orgulho nelas e nelas em mim, agora estar a ouvir uma pessoa que antes de chegar ao Sporting foi suspeito de violação e tortura. Chegou ao Sporting e andou com funcionários a depositar dinheiros em árbitros e foi arguido preso e condenado. Nunca fui suspeito de violação, nunca fui preso, nunca fui condenado por crimes graves. A minha vida, é uma vida de orgulho", afirmou esta quarta-feira o presidente do Sporting à margem da apresentação do relatório de contas do último semestre.

O líder dos leões frisou que no seu programa consta "que as auditorias sejam obrigatórias" para todos os mandatos.

"Auditorias? Ele [Paulo Pereira Cristovão] nem ler sabe. Ele bem sabe que no meu programa está que as auditorias sejam obrigatórias. O Sporting merecia melhor que Paulo Pereiras Cristovãos e Madeiras Rodrigues".

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.