SAD culpa Godinho Lopes por Sporting SGPS

SGPS do clube leonino está em risco de dissolução por não apresentar relatórios financeiros há mais de cinco anos.


A Sporting SGPS tem pendente na Conservatória do Registo Comercial um procedimento administrativo de dissolução por não apresentar contas há mais de cinco anos. Em declarações ao Correio Sport, fonte oficial do clube de Alvalade confirma o processo e atribui as culpas à administração de Godinho Lopes (anterior presidente), que não apresentou as contas da sociedade desde 2011. A mesma fonte garante que "a situação está a ser desbloqueada e resolvida pela atual administração" e que foram recentemente entregues as contas dos exercícios de 2011 e 2012.

O clube espera conseguir entregar as contas de 2013, 2014 e 2015, que estão em fase final de auditoria, ainda durante o mês de janeiro, e parar o processo de dissolução da Sporting SGPS. De acordo com as contas de 2011 e 2012, a que o Correio Sport teve acesso, a Sporting SGPS incorporou prejuízos de outras sociedades em que participava.

Os prejuízos foram de 27,9 milhões de euros em 2012 e de 29,4 milhões em 2012. De acordo com o clube leonino, "em 2011 e 2012 os prejuízos incorporados dizem essencialmente respeito ao reflexo dos resultados negativos da Sporting SAD e da Sporting Património e Marketing, antes de ser fusionada na Sporting SAD".

Sobre o facto de a Sporting SGPS ter apresentado um passivo que ultrapassava os 180,7 milhões de euros, fonte oficial explica que o passivo baixou cerca de 51 milhões de euros e que a 30 de junho de 2016 estava nos 129,7 milhões. A mesma fonte garante ainda que os ativos da Sporting SGPS, que eram de 157 mil euros em finais de 2012, atualmente são superiores a 500 mil euros.

Por Sónia Trigueirão
@Jornal CM

Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.