"José Maria Ricciardi queria ser o dono do Sporting e escolher presidentes" - Pedro Madeira Rodrigues

Candidato à presidência do Sporting identifica José Maria Ricciardi como a figura que controla realmente o emblema de Alvalade e acusa Bruno de Carvalho de regressar ao modelo de gestão de Godinho Lopes.


O candidato à presidência do Sporting, Pedro Madeira Rodrigues, fez duras críticas à gestão das últimas épocas da direção liderada por Bruno de Carvalho e revela que José Maria Ricciardi 'sempre quis escolher presidentes' e 'até jogadores' porque queria 'ser dono do Sporting'.

Em entrevista ao jorna O JOGO, Pedro Madeira Rodrigues considera que Bruno de Carvalho está 'aprisionado' ao tipo de figuras como José Maria Ricciardi que tentam controlar o clube desde 1995.

"Inicialmente vislumbrei com Bruno de Carvalho, com a aposta em Leonardo Jardim, fazendo um esforço para, com pouco, tentar fazer muito, depois com Marco Silva, também, mas agora estamos a voltar aos tempos de Godinho Lopes, que tantos de nós criticámos – o próprio Bruno de Carvalho -, com gastos muito exagerados para a nossa realidade e também para os resultados que temos vindo a obter", começou por dizer Pedro Madeira Rodrigues.

"Elogiei Bruno de Carvalho, que foi capaz de cortar com a dinastia, mas está lá aquela figura que nunca largou o clube ao longo deste tempo, desde 1995, que é José Maria Ricciardi. É uma figura que queria vir a ser dono do Sporting, ajudou o clube em muitos momentos, mas quis sempre escolher presidentes, até escolher jogadores. Isto choca-me profundamente! Bruno de Carvalho está aprisionado por essas pessoas", frisou Pedro Madeira Rodrigues.

Em relação à forma de relacionamento que Sporting, Benfica e FC Porto deveriam ter no futebol português, Pedro Madeira Rodrigues considera que o caminho trilhado por Bruno de Carvalho não é o correcto.

"Os três grandes têm de se relacionar e trabalhar em conjunto. Vou me bater com todo o arreganho pelo Sporting. Com muito menos alarido, berros e muito mais resultados e eficácia. O que mais choca são as guerras com Sportinguistas. Os processos contra os sócios, insultos públicos a associados, dizer que quem vier contra ele são benfiquistas", afirmou o candidato à presidência do Sporting.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt
Share on Google Plus

Sobre Unknown

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: