Director de Comunicação do Sporting: «O cúmulo da falta de vergonha»



Nuno Saraiva utiliza o nome do rival para contextualizar "o descrédito total de uma competição, já de si ferida porque pensada e feita à medida de um clube".


“O cúmulo da falta de vergonha”. Este é o título utilizado pelo director de comunicação do Sporting, Nuno Saraiva, para abordar a eliminação dos leões da Taça da Liga.

Sempre com o Benfica na mira, Nuno Saraiva associa-se às queixas expressas por Jorge Jesus e Adrien Silva após a derrota no Bonfim e, através da sua conta no Facebook, alude a um “estado lamentável” do futebol português.

Leia o texto na íntegra:

"O que se passou em Setúbal não tem outra classificação possível, e recorro às palavras de Jaime Pacheco há uns anos, 'não foi um roubo de igreja mas de catedral'.

E a única pergunta a que importa responder é esta: se toda a gente, desapaixonada, isenta e desinteressada, diz que não foi penalti, qual foi a verdadeira razão para que o árbitro, instigado pelo seu auxiliar que nem estava escalado para este jogo, decidisse marcar grande penalidade?

Aquilo que hoje se passou significa o descrédito total de uma competição, já de si ferida porque pensada e feita à medida de um clube, e um insulto a jogadores, treinadores, dirigentes, adeptos e investidores nos clubes que trabalham diariamente e a retribuição que têm é o enxovalho público e o desrespeito de certos iluminados.

Se não puserem cobro a isto, a Taça da Liga nunca passará de uma ópera bufa que podia chamar-se Lucílio Baptista. Ou então, razão tinha o presidente do Benfica quando disse uma vez que para ganhar competições não precisava de ter uma boa equipa mas sim as pessoas certas nos lugares certos.

E é neste estado lamentável que está hoje o futebol português."


@RR.PT
Share on Google Plus

Sobre Unknown

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: