Delfim: «Geraldes e Palhinha são jovens com grande qualidade»

Desilusão com vários reforços de verão e saída da Europa fazem emagrecer plantel. Alguns jovens cedidos vão voltar

No Sporting, já houve uma novidade importante neste mercado, com a saída de João Pereira para o Trabzonspor. Delfim, campeão nacional pelos leões em 1999-2000, acha que não será preciso contratar um substituto. “Schelotto e o Esgaio são duas boas opções e têm toda a capacidade para se constituírem como alternativas”, considera. Outra possível alternativa é André Geraldes, emprestado aoVitória de Setúbal.

Paulo Oliveira pode ser outro defesa a abandonar o clube. Utilizado em apenas seis partidas em 2016-17 (e apenas uma vez no campeonato), o central é cobiçado pelo Nantes, de Sérgio Conceição. Caso se confirme a sua saída, Domingos Duarte, central emprestado ao Belenenses, será o substituto.

Com um plantel muito extenso, formado atualmente por 27 jogadores, iremos certamente assistir a mais saídas do que entradas em Alvalade. Poupar na massa salarial é obrigatório, sendo muito provável que alguém saia entre Meli, Petrovic, Elias e Castaignos, cuja utilização tem sido muito escassa, quase nula nos dois primeiros casos.

Matheus Pereira, que soma apenas 87 minutos na equipa principal e ainda nem se estreou na I Liga, pode ser emprestado a um clube da I Liga (Belenenses?). E existe o caso de Jefferson, que o Sporting está disposto a negociar, havendo um entrave: o forte desejo do brasileiro de continuar em Portugal mais alguns meses, pois está em processo de obtenção da cidadania portuguesa. “Seria bom que alguns destes futebolistas fossem libertados, para suavizar a carga salarial e para mostrarem o seu valor e voltarem ao clube em condições de discutir um lugar na equipa”, defende Delfim.

Mesmo que Jorge Jesus até entenda que o plantel está carenciado em algumas posições, não é expectável que haja muitas aquisições, pois Bruno de Carvalho certamente tem presente na memória que dos 12 reforços que chegaram no verão, só dois têm sido verdadeiramente úteis (Bas Dost e Joel Campbell). Delfim optaria por contratar apenas um jogador, “para segundo avançado”, pois, apesar de ser até o lugar com mais soluções no atual plantel – já por lá passaram Alan Ruiz, Joel Campbell, Markovic, Bryan Ruiz e Bruno César –, ainda não se afirmou nenhum parceiro ideal para Bas Dost na frente de ataque.

De regresso a Alvalade estarão João Palhinha (atualmente cedido ao Belenenses) e talvez Francisco Geraldes (emprestado ao Moreirense), para compensarem saídas do meio-campo. “São jovens com grande qualidade e condições para se afirmarem na casa-mãe”, considera Delfim.

Regra geral, o mercado de janeiro tem sido sinónimo de muitas apostas falhadas por parte do Sporting (como a infeliz substituição de Montero por Barcos em 2015-16…), mas também tem trazido algumas boas soluções, como Rúben Semedo (regressado do Vitória de Setúbal, na época passada) ou os famosos André Cruz, César Prates e Mpenza, decisivos no título de 1999-2000. Delfim é muito cético relativamente a mexidas nesta altura da época. “Não é nada fácil encontrar soluções seguras para colmatar as lacunas que se detetam nos plantéis. Muitas vezes são autênticos tiros no escuro”, considera.

@Diário de Notícias
Share on Google Plus

Sobre Unknown

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: