Um novo candidato: o que pensam as figuras do universo leonino



As opiniões sobre a corrida à presidência no Sporting


"O atual presidente entrou bem, com vontade de mudar o que não estava bem e conseguiu algumas coisas. Mas agora, é preciso reestruturar a gestão do Sporting. Depois de uma boa entrada em campo, houve um desacerto da equipa, que é visível em tudo hoje em dia. O que espero de Pedro Madeira Rodrigues – que conheço há muito tempo – como amigo, espero que seja muito bem-sucedido; depois, como homem muito bem formado do ponto de vista desportivo e profissional, tem todas as condições para ser um ganhador e para pôr de pé o grande Sporting de que todos gostamos"

Carmona Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa de 2004 a 2007

"É saudável que as eleições sejam feitas com vários candidatos na corrida à presidência e com possibilidades de escolha atrativa. Ainda assim, não me vou pronunciar sobre qualquer candidatura neste momento. É prematuro fazê-lo pois não as conheço a fundo"

António Pires de Lima, Ministro da Economia do Governo de Passos Coelho, entre 2013 e 2015

"Bruno de Carvalho deve recandidatar-se à presidência do clube, a não ser que tenha razões pessoais para não o fazer. Aí temos de respeitar. Quanto às outras candidaturas, aparecem nesta altura porque as eleições são em março e eu sempre fui contra isso. Foi assim em março de 2013 porque tinha de ser."

Dias Ferreira, advogado, antigo vice-presidente do Sporting no derradeiro mandato de João Rocha

"Pedro Madeira Rodrigues tem um discurso muito bom, no qual a maioria dos sportinguistas se reveem e que irá unir o clube. Estamos fartos de guerras e de que se fale tanto do Benfica. Sei que ele não o vai fazer. Gostei. Conheço-o há muitos anos. Estou satisfeita. Ele não é bélico mas é lutador."

Isabel Trigo Mira, ex-dirigente do Sporting, responsável pela área dos núcleos

"É salutar aparecerem várias listas, é sinal de grandeza, mas acho que o atual presidente vai concorrer e ganhar esmagadoramente. Este ano a equipa de futebol está aquém, mas não vamos retirar o mérito a Bruno de Carvalho por tudo o que ele fez. O Sporting era um clube completamente falido, sem rei nem roque, nas ruas da amargura. Seria muito desagradável os sportinguistas voltarem as costas a quem lhes devolveu a dignidade e a credibilidade."

Abílio Fernandes, vice-presidente do Sporting no consulado de Sousa Cintra

Foto: Pedro Ferreira
@Jornal Record
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: