Rui Barreiro: «O Sporting ganharia se Bruno de Carvalho não continuasse»

Rosto da oposição já esperava que o atual presidente se recandidatasse


Rui Barreiro considera a recandidatura de Bruno de Carvalho uma má notícia para o universo verde e branco. Segundo o ex-conselheiro leonino, curiosamente eleito nas listas do atual presidente, mas, simultaneamente, um dos rostos mais críticos da política seguida, o clube ficaria melhor servido com outra solução.

"Fui um dos primeiros críticos da atuação de Bruno de Carvalho. As minhas primeiras críticas remontam à segunda época desportiva de Bruno de Carvalho à frente do Sporting, era o Marco Silva o treinador, e tenho vindo a criticar sempre que entendo haver motivos. Por isso, o Sporting ganharia se Bruno de Carvalho não continuasse à frente dos destinos do clube", atira, em declarações a Record, o candidato à presidência da Câmara Municipal de Santarém, não se mostrando surpreendido com o passo assumido esta quinta-feira pelo presidente da direção leonina.

"Não me surpreende rigorosamente nada. Era claro para todos os sportinguistas de que iria recandidatar-se. Apesar do suspense dos últimos dias, todas as atitudes de Bruno de Carvalho indiciavam que ia avançar", constata Barreiro, congratulando-se com o facto de existir já um segundo candidato. "É sempre bom haver alternativa", sublinha o antigo secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, que não conhece pessoalmente Pedro Madeira Rodrigues.

"Sei que é sportinguista e, sendo sportinguista, pode candidatar-se à presidência do clube. Aguardo mais novidades sobre a composição dos órgãos sociais e do seu programa. Mas haver uma alternativa a Bruno de Carvalho é importante e saúdo essa alternativa", sublinha o sócio do Sporting, admitindo que, apesar do "calendário eleitoral apertado", é "possível que apareçam mais alguns candidatos".

Integrar outras listas?

Uma candidatura, em nome pessoal, está completamente posta de parte por Rui Barreiro, que não enjeita, todavia, a hipótese de vir a integrar uma das listas candidatas. "Nomeadamente, para o Conselho Leonino, pois não tenho condições pessoais e profissionais para poder candidatar-me a outros cargos", revela o candidato à liderança da autarquia escalabitana, lamentando mesmo não poder concorrer contra Bruno de Carvalho.

"Tenho alguma pena de não poder candidatar-me, pois gostaria de confrontá-lo, algo que ele nunca permitiu ao longo de todos estes anos", concluiu o membro do Conselho Leonino que mais questionou as políticas da atual direção.

Autor: João Lopes
Foto: Raquel Wise / Sábado
Share on Google Plus

Sobre Carlos Martins

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: