Os emprestados pelo Mundo somam 9 milhões.

São vários os jogadores que pertenceram ao plantel, acabaram dispensados e perderam definitivamente o comboio da afirmação como leões


O Sporting tem jogadores emprestados espalhados por vários continentes e que vão passar o Natal sem que em Alvalade se lembrem deles. A perspetiva é irem rodando até o contrato acabar

O Sporting tem nove milhões de euros (M€ 8,9, para se ser mais preciso) empatados em jogadores emprestados a clubes de quase todos os cantos do planeta, da América do Sul ao Japão. Se muito se tem falado de um hipotético regresso de Teo Gutiérrez, Jonathan Silva, Domingos Duarte ou Palhinha, há outros que chegaram ao clube verde e branco com o intuito de singrar de leão ao peito mas que nesta altura poucas perspetivas têm de consegui-lo, por pouca “vontade” ou da Direção ou da equipa técnica liderada por Jorge Jesus.

Ou seja, enquanto alguns dos muitos jogadores cedidos pelo Sporting aguardam com expectativa a reabertura do mercado de transferências, em janeiro, aqueles que O JOGO aqui refere sabem que as portas do plantel leonino dificilmente se voltarão a abrir para si, pelo que lhes resta tentar a sorte noutras paragens, à procura de comprador, enquanto o vínculo aos leões se vai aproximando do fim.

O caso mais gritante é o de Slavchev, elemento de fraco rendimento nas oportunidades que teve na equipa principal verde e branca e que se encontra emprestado aos polacos do Lechia Gdansk, depois de ter representado um investimento de 2,5 milhões de euros.

Da mesma posição em campo, Wallyson foi promessa à qual apontavam um futuro risonho, mas na primeira cedência não evoluiu como esperado e uma lesão impediu-o de integrar a pré-temporada com Jorge Jesus, acabando por ser de novo emprestado, desta vez ao Standard de Liège. Ewerton e Sacko, que evoluem no Kaiserslautern e no Leeds, respetivamente, são aqueles que podem ainda dar algum retorno à SAD leonina, pois estão em foco nas suas equipas, que são de ligas com poderio financeiro, mesmo tratando-se de emblemas do segundo escalão. O brasileiro custou 1,5 milhões de euros e o francês um milhão, investimentos ainda recuperáveis.

@Jornal OJOGO
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: