Conselho de notáveis leoninos aborda o momento de crise

As opiniões de Sousa Cintra, Dias Ferreira e Aguiar de Matos


1. Quem é o maior responsável por esta crise de resultados?

2. Bruno de Carvalho tem condições para levar o mandato até ao fim?

3. Este é o momento certo para se apresentarem candidaturas à presidência do clube?

SOUSA CINTRA:

1. Na minha opinião tem sido a arbitragem. Têm sido os árbitros quem têm prejudicado o Sporting esta temporada, razão pela qual o clube se encontra nesta situação.

2. Claro que tem. Bruno de Carvalho está lá para gerir o clube, não é ele quem joga. Quem joga são os jogadores e quem treina são os treinadores.

3. Não. Se aparecerem é para desestabilizar. Há muito tempo até às eleições e, por isso, este não é o momento para surgirem candidatos à presidência do Sporting.

DIAS FERREIRA:

1. Para mim não é nenhum deles. Isto é futebol... A arbitragem, como se tem dito, é a grande responsável por esta crise de resultados.

2. Claro que tem. E para renovar o mandato, desde que ele queira. Para mim nada está em causa, apesar do atraso pontual para o primeiro lugar.

3. Para os candidatos que estão à espera que o Sporting perca um jogo, sim. Diria que sim, mas após uma derrota parece-me que o momento não é o mais indicado. Isso também diz muito das pessoas em questão.

AGUIAR DE MATOS:

1. Não acho que a responsabilidade seja dele. Com o Sp. Braga não houve sorte, o Sporting está numa maré de azar. A bola não entra e as arbitragens têm sido duvidosas.

2. Acho que sim. Bruno de Carvalho trouxe saneamento financeiro. Agora, se quando a bola vai à trave pomos o presidente em causa, mais vale fecharmos a porta...

3. Acho que ainda é prematuro. Esta é uma altura para os arautos da desgraça ganharem alguma embalagem com as derrotas e o mau momento do Sporting. Para mim isso é desleal.

@Record.pt
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: