Bruno de Carvalho: "Se fosse noutro país, o Benfica descia de divisão"

O presidente do Sporting criticou os "paineleiros", o clube da Luz e Luís Filipe Vieira


Bruno de Carvalho não tem dúvidas: "Se fosse noutro país, o Benfica descia de divisão. O presidente do Sporting voltou a referir-se ontem à noite, em entrevista à CMTV, ao caso dos vouchers, denunciado pelo próprio e relacionado com uma caixa que incluía vales para restaurantes que o clube da Luz ofereceria aos árbitros.

O dirigente leonino garantiu que vai até ao fim neste caso, mas admitiu que não espera nenhum castigo para o Benfica. "Nenhum, porque vivo em Portugal", disse. "Se fosse noutro país, o Benfica descia de divisão. Bastava que os regulamentos fossem cumpridos", acrescentou. "Há coisas a decorrerem e o segredo é a alma do negócio. Vou até às últimas consequências", garantiu.

Bruno de Carvalho afirmou não ter nenhuma opinião sobre Luís Filipe Vieira. "Nenhuma. Não é desprezo. Simplesmente não temos relação. Os benfiquistas devem adorá-lo. Que faça o trabalho dele e deixe-me em paz. Deixe o Sporting da mão", afirmou. "Ele consegue falar pouco e mesmo quando fala não dizer nada de jeito. Peço imensa desculpa, mas a última entrevista dele foi toda contra o Sporting e eu", disse, numa outra ocasião da entrevista, acerca do presidente do Benfica.

"O senhor Luís Filipe Vieira é muito presidenciável, é do mais presidenciável do Mundo... Aliás, de facto, se ele concorresse às eleições na América, ganhava. Não! Ele tem é o Pedro Guerra, o André Ventura, o Rui Gomes da Silva, e pode perfeitamente estar no calor da sombra e mandar recados. Ai isso eu vivia feliz... Se eu tivesse o Pedro Guerra - bem, se tivesse o Pedro Guerra equacionava bem se estava no clube certo mas... - passando todo o exagero e pedindo desculpas aos sportinguistas - se tivesse Pedro Guerra, André Ventura e Rui Gomes da Silva, que não me doesse as costas!", afirmou na mesma entrevista.

"Eu dizia tudo sem dizer nada! Eu dizia tudo sem dizer nada! E o que acho giro são aqueles artigos encomendados, que ele é muito presidenciável, que ele é muito mau... Não! Ele tem é pontas de lança que são de uma alarvidade - de uma alarvidade total, de uma alarvidade total. E pode aparecer apenas uma vez por ano", disse ainda Bruno de Carvalho.

Ainda sobre a altercação no túnel do estádio de Alvalade após o jogo com o Arouca, na 10,ª jornada da I Liga, no início de novembro, Bruno de Carvalho afirmou: "Pessoa que cospe é verme, é parasita. Ou então tem perdigotos. Se você olhar para mim e para o presidente do Arouca não imagina que se eu estivesse chateado precisasse de cuspir propriamente para fazer alguma coisa ao presidente do Arouca..."

Filipe Amorim/Global Imagens
@Diario de Noticias


 
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: