As eleições de Março já mexem em Alvalade

Pedro Madeira Rodrigues em reuniões para colher apoios e avançar. João Benedito, desafiado a ser candidato, decide para a semana. Bruno de Carvalho critica pseudocandidatos.


Uma questão de horas, Paulo Paiva dos Santos passou de candidato à presidência do Sporting (anunciou após o jogo com o Sp. Braga, já perto da meia-noite de domingo) ... a não candidato. "Fiz o que devia ser feito, abri a discussão sobre as eleições", disse ao DN, prometendo mais para a frente explicar porque desistiu precocemente. Certo é que o anúncio fez fervilhar os bastidores do universo leonino. E de repente dois novos potenciais candidatos nasceram: Tomás Froes (desmentiu logo que viu o nome associado) e Pedro Madeira Rodrigues, que se remeteu ao silêncio e pode avançar depois do Natal.

Sócio de longa data do Sporting, desempenha atualmente o cargo de secretário-geral da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa. Em 2011 foi candidato a vogal do Conselho Diretivo, na lista de Pedro Baltazar, tendo agora reunido consenso no circulo que integra.

O DN tentou contactar o candidato, mas até ao fecho da edição não foi possível. No entanto, Rui Morgado, que fez parte da Mesa da AG da lista de Bruno de Carvalho, eleita em 2011, e pode fazer parte de uma lista de Madeira Rodrigues, explicou o silêncio: "Não é altura para falar em candidaturas porque o clube atravessa um momento complicado. Mas a possibilidade de uma candidatura de Pedro Madeira Rodrigues, que é um grande sportinguista, seria uma grande notícia. Jogou nas camadas jovens, escreveu o musical Sporting e ganhou o prémio Stromp."

Mas há já muito tempo que várias personalidades afetas ao Sporting promovem encontros para debater a situação do clube e os resultados da gestão de Bruno de Carvalho, depois de este ter vencido o sufrágio de 2013.

E, nesta altura, muitos são os nomes a ser ventilados. E há um que circula com mais nitidez: João Benedito. O ex-guarda-redes do futsal leonino tem sido abordado por várias pessoas do universo leonino, que veem nele um símbolo capaz de reunir consenso. Contactado pelo DN, João Benedito lembrou que "não era a altura oportuna para falar do assunto". No entanto, segundo soube o DN, Benedito (viu a candidatura "lançada" numa petição pública, na internet, com mais de cinco mil assinaturas) pondera mesmo avançar e terá, por isso, recusado ser o homem forte das modalidades de uma futura lista de Pedro Madeira Rodrigues.

Depois há Pedro Baltazar. O ex--candidato pode aparecer mais perto do ato eleitoral que, segundo os estatutos do clube, terá de ser em março de 2017. O DN tentou contactar o empresário, que já foi o maior acionista individual da SAD leonina, mas sem sucesso até ao fecho desta edição. No entanto, sabe o DN, Baltazar não se quer precipitar, pois considera que os primeiros nomes são para "queimar". E pode integrar ou apoiar a lista de Madeira, que fez parte da lista dele em 2011.

Tal como Tomás Froes. "Não sou candidato à presidência do Sporting e não equaciono nenhuma candidatura. Sou candidato a ser campeão nacional neste ano pelo Sporting", afirmou o diretor de marketing da FPF. Luís Natário, Alexandre Patrício Gouveia e Mário Patrício são outros dos nomes a serem apontados. Já Pires de Lima, ex-ministro da Economia, foi abordado mas declinou ir a votos em março de 2017.

@Diario de Noticias
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: