Rui Barreiro: «Jorge Jesus sabe e pode fazer mais por esta equipa do Sporting»

Coluna de opinião do conselheiro leonino no Jornal OJOGO


Os Leões de Portugal realizaram mais uma edição do seu jantar anual de entrega das bolsas de estudo aos estudantes Sportinguistas. Desta vez não consegui estar presente, devido aos inúmeros eventos em que tive que participar. No entanto, não deixo de publicamente enaltecer a iniciativa desta IPSS que tem um centro de dia no Estádio de Alvalade, assim como a todos os patrocinadores/ doadores que apoiam a Associação de Solidariedade Sportinguista e permitem a atribuição das bolsas nos diferentes níveis de ensino. São incentivos e apoios a quem quer progredir na aprendizagem essencial ao seu percurso de cidadania. Satisfaz-me profundamente ver o Sporting ligado a uma excelente iniciativa. Os representantes do Sporting devem honrar, com a sua presença e com as intervenções adequadas ao momento, os fundadores e os homenageados. O Grupo Leões de Portugal foi fundado em Outubro de 1984, tendo passado em 1997 a IPSS. A todos os Sportinguistas que deram do seu tempo e dinheiro à construção deste edifício solidário e a todos os que hoje fazem o seu papel de solidariedade Sportinguista, mantendo a funcionar Os Leões de Portugal, deixo a minha modesta homenagem.

De acordo com as notícias vindas a público no dia do jogo com o Real Madrid sobre as chamadas VMOCs, ficámos a saber que a maioria da SAD, por parte do Sporting, pode ficar num instável equilíbrio. Devemos aguardar mais esclarecimentos, que o assunto merece mais e melhores informações. Uma coisa parece clara: o que anteriormente foi vivamente criticado e apelidado de “empurrar com a barriga” os problemas existentes é agora assumido como “boa prática gestionária”.

O Sporting disse adeus à Liga dos Campeões. Num jogo inferior ao de Madrid, o Sporting teve um público sempre a apoiar a equipa e a cumprir o papel de 12.º jogador. Gelson, Adrien e William voltaram a mostrarse na Europa e muitos dos grandes clubes endinheirados tiraram as “notas” necessárias para atacar o mercado de Janeiro, que está a chegar. Nota positiva também, tal como no jogo realizado na capital espanhola, para Bruno César. Esta é a prova europeia dos grandes clubes, a que valoriza jogadores e a que dá dinheiro essencial para construir equipas mais competitivas. Futebolisticamente, esta está a ser mais uma época fracassada em termos europeus. Não só estamos fora da Liga dos Campeões como ainda não garantimos a Liga Europa, ao contrário dos nossos rivais, que já asseguraram a participação na Liga Europa e ainda lutam para ficar na Liga dos Campeões.

Do ponto de vista financeiro, o prejuízo é óbvio, com efeitos internos e externos na nossa competitividade e com consequências naquilo que é a nossa necessária saúde financeira. O que nos vale é que ainda temos jogadores para vender. As desculpas do costume não me convencem. Do azar do sorteio à falta de experiência dos nossos jogadores, já ouvi de tudo. Estamos com três pontos, sendo dos piores terceiros classificados e, acreditando que faremos um resultado positivo na Polónia, iremos para o sorteio da Liga Europa novamente mal posicionados. O nosso grupo da Liga dos Campeões aconteceu porque a classificação do Sporting no ranking europeu não permite evitar os grandes e estivemos quase a ficar no pote dos menos cotados. Não é alheia a esta situação os resultados dos últimos anos com “os Skenderbeus” deste nosso futebol europeu, bem como com a sucessiva desvalorização da nossa participação europeia para se ganhar em Portugal. Infelizmente, nem uma coisa nem outra. Agora já se anuncia que iremos tentar ganhar a Liga Europa, quando, na verdade, nem estamos ainda classificados para essa competição. Mais do que discursos para alimentar seguidores internos, o que nos interessa e motiva são as vitórias efetivas e as boas decisões de reforço real da equipa. Estou convencido de que Jorge Jesus sabe e pode fazer mais por esta equipa do Sporting. Precisamos de ganhar. Espero que comecemos este ciclo de vitórias já no Bessa (escrevo estas linhas antes do jogo).

Frente ao Real Madrid, Gelson, William e Adrien voltaram a mostrar-se na Europa.

Por Rui Barreiro
Jornal OJOGO
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: