Sporting em ´guerra` com Federação de bilhar

Federação de bilhar refuta acusações e queixas do Sporting sobre finais de pool.

A Federação Portuguesa de Bilhar refutou hoje as acusações do Sporting por causa do local escolhido para as finais da Supertaça de pool e pool português, sublinhando que acolhe provas do calendário oficial há sete anos sem qualquer queixa.

"Até aqui, e no que à Associação Retiro com História diz respeito, nunca, em momento algum, houve qualquer incidente ou reclamação relacionada com as condições de jogo por parte qualquer clube ou atleta", vinca a Federação Portuguesa de Bilhar (FPB) num comunicado enviado à agência Lusa.

A FPB acrescenta que os equipamentos desportivos daquela associação têm menos de um ano e são "dos melhores" para a prática das modalidades em causa.

Por outro lado, a Associação Retiro com História é "o clube com mais atletas e equipas inscritas na FPB, todos eles a utilizarem essas instalações desportivas quando atuam na qualidade visitados", sublinha o mesmo comunicado.

A FPB refuta ainda que a existência de apenas duas mesas de pool ponha em causa "a verdade desportiva", como afirmou o Sporting, sublinhando a federação que o Regulamento da Supertaça de Pool Masculino "reflete a realidade dos últimos anos" e prevê "a realização da prova com duas ou quatro mesas".

"A grande maioria das jornadas das fases regionais do Campeonato Nacional de Pool são disputadas em instalações desportivas com duas mesas de pool e nunca a verdade desportiva foi posta em causa", acrescenta a FPB, que reitera "toda a sua confiança no local escolhido para a realização da prova em questão".

O Sporting vai jogar sob protesto as finais da Supertaça de pool e pool português, marcadas para quarta-feira, disse na segunda-feira à agência Lusa o responsável da secção de bilhar do clube lisboeta naquelas duas variantes.

Ricardo Simões revelou também que o Sporting vai entrar com um pedido de indemnização nos serviços administrativos da FPB pela alteração do local a 48 horas da prova, no Snooker Clube Lisboa.

O Sporting queixa-se da alteração tardia do local da competição, mas também do novo palco escolhido pela FPB, a Associação Retiro com História, em São João da Talha, que diz ser uma "tasca" sem "condições mínimas para a realização de uma prova oficial”.

Rui Simões considerou, inclusive, que “poderá ser posta em causa a verdade desportiva”, porque a associação dispõe de apenas duas mesas de pool, o que vai obrigar à realização da final em duas fases de dois jogos cada, quando deveria ser disputada por quatro jogos em simultâneo.

Também o Snooker Clube Lisboa enviou na segunda-feira à FPB um pedido de indemnização no valor de 3.500 euros, com base em despesas efetuadas para a realização do evento.

Miguel Sancho, gerente do Snooker Clube Lisboa, disse à Lusa que admite mesmo recorrer aos tribunais e enviar uma queixa ao Instituto Português do Desporto e Juventude se o pedido de indemnização não for acolhido.

O Sporting, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, defronta o Clube de Bilhar de São João da Madeira na variante de pool, medindo forças em pool português - disputado em mesas mais pequenas e no qual também se sagrou campeão - com a Académica, detentora da Taça de Portugal.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt


Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: