Meli, o 'leão' que foi padeiro, quis deixar futebol mas agarrou o sonho

Reforço argentino do Sporting chegou a pensar deixar o futebol, mas conseguiu vingar. 


Marcelo Meli foi um dos reforços sportinguistas para a presente temporada, mas ainda nã somou qualquer minuto às ordens de Jorge Jesus. O argentino tem tido uma ascensão difícil ao longo da carreira, tendo passado por várias dificuldades.

Antes de virar estrela de futebol e de ter brilhado no Boca Juniors, o futebolista de 24 anos nunca virou a cara às oportunidades que lhe surgiam pela frente, sendo estas no futebol ou fora dele. A vinda para Alvalade, onde pretende assumir protagonismo, não se tem revelado frutífera devido ao surgimento algo inesperado de um talentoso Gelson Martins.

Contudo, este não desistirá, tal como fez quando saltou para uma uma padaria e para uma mercearia onde trabalhou para ajudar a família.

“Morei em locais onde existia miséria, problemas familiares, os meus pais não tinham trabalho. Mas não quero contar mais”, contou, numa entrevista ao jornal argentino El Gráfico.

O relvado nunca foi um terreno linear para este e chegou mesmo a pensar deixar o futebol, como confessou, numa altura em que teve de sair de perto da família.

“Muitas vezes cheguei a dizer à minha mãe. 'Não quero jogar mais, isto não é para mim. Quero estar junto de vocês. Vou voltar para casa”, recordou.

Mas a família não o deixou desistir e, já com um ânimo diferente, garantiu que a pesca é um dos seus hobbies: “Na família Meli sou o melhor [risos]. Costumo pescar sempre o maior peixe quando vamos para uma pescaria”.

Meli é um exemplo de combatividade e um elemento que torna expressões como ‘tornar os sonhos realidade’ ou ‘agarrar as oportunidades com unhas e dentes’ bem reais e Alvalade aguarda pelo brilho que chegou a fazer o La Bambonera entoar o seu nome.

Por Paulo Jorge Rocha
@Noticias ao minuto
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: