Faleceu Panhufa, figura de Almeirim e ex: jogador do Sporting

U. Almeirim perdeu uma das maiores figuras de sempre


Carlos Alberto Gonçalves Simões Lopes, mais conhecido por Panhufa, morreu esta terça-feira, dia 11 de outubro. Foi jogador do U. Almeirim e um dos mais habilidosos jogadores do clube, tendo mesmo conseguidos ser transferido para o Sporting no final dos anos 60 e início de 1970.

Panhufa deu nas vistas no União de Almeirim ao ponto de ser contratado pelo Sporting. No clube de Lisboa porém,foi poucas vezes utilizado,tendo saido na época seguinte para Faro. Representou o Belenenses; Atlético; Esperança de Lagos; U. Almeirim; Sporting; Farense; Regresso ao U. Almeirim; Coruchense; Foros Benfica e Chamusca (última camisola oficial)

Panhufa faria 72 anos no próximo dia 18 de outubro. O funeral está marcada para esta quinta-feira, dia 13, pelas 10h30.

Relembramos a ultima entrevista a Panhufa a 12 de Outubro de 2016:

Como surgiu o Sporting?


Primeiro quero dizer que em Almeirim sinto que não fui ninguém. E ainda está para aparecer um jogador com a categoria que eu tinha para ser vendido naquela altura a um grande do futebol nacional por 770 contos e que caso conseguisse fazer 9 jogos na equipa principal, o União ainda recebia mais 200 e tal contos. No estrangeiro, qualquer imigrante de Almeirim ficava orgulhoso por saber que havia um jogador da sua terra num clube como o Sporting. Foi com esse dinheiro que conseguiram fazer aquela bancada de sócios que ainda hoje se encontra no Estádio, onde ainda é tratada como a bancada do Panhufa. O U. Almeirim não me deu um tostão da minha transferência. Não apanham mais nenhum Panhufa, que naquela altura levava sete camionetas de excursão atrás da equipa para o ver jogar. Recordo o meu primeiro treino no Sporting, com o treinador Fernando Caiado, onde marquei 2 golos ao Vítor Damas. De seguida levaram-me para a Sede para negociarem a minha transferência. Tive uma grande ajuda do Jardim, que nessa altura estava no Sporting e indicou-me aos técnicos. No dia em que assinei pelo Sporting, tinha no bolso um telegrama para ir treinar ao Benfica e ser observado. Quanto ao Sporting, infelizmente só fiz 3 jogos e depois fui vendido ao Farense, onde vivi o auge da minha carreira.

E depois?

O presidente ainda me perguntou se eu queria ir para Faro, pois tinha contrato com o Sporting onde ganhava 60 contos. Mas o Farense oferecia 120, era o dobro, não podia perder a oportunidade e aceitei ir. Mas até aí tive problemas devido ao que eu considerei ser o pior treinador que tive e que até como homem não prestava, o Manuel de Oliveira, que ainda hoje é comentador desportivo na rádio renascença.

Fonte: http://www.almeirinense.com
Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: