João Mário e Slimani: Nada de comissões

Negócios não acarretaram encargos para os cofres de Alvalade.


O Sporting realizou um inédito encaixe de 74,5 milhões de euros no mercado de transferências encerrado no passado dia 31 de agosto, a que se podem juntar ainda mais dez milhões alcançados determinadas metas previamente definidas, mediante as transferências de João Mário para o Inter (40 milhões mais cinco por objetivos), de Slimani para o Leicester (30 mais cinco por objetivos) e Naldo para o Krasnodar (4,5). Ao que foi possível apurar, a este dado já por si relevante, acresce o facto de a SAD do Sporting não ter ficado responsável pelo pagamento das habituais comissões de intermediação decorrentes de negócios desta natureza e dimensão.

Coube, assim, ao Inter de Milão ressarcir o agente FIFA anglo-iraniano Kia Joorabchian na transferência do ex-camisola 17 dos leões, em verba que pode ascender a 10% do negócio firmado como a mais cara transferência do clube de Alvalade, por 40 milhões de euros. Tal como ficou o Leicester com a responsabilidade de compensar o italiano Luca Bascherini pela transferência de Slimani, maior referência do ataque dos leões nas últimas épocas, para o surpreendente campeão inglês.

Ainda no que ao negócio que resultou na mudança do avançado argelino para a Premier League diz respeito, importa referir que os leões chegaram a acordo com a empresa Clássico, que detinha 20% dos direitos económicos do jogador, pagando quatro milhões, em vez dos seis a que teria direito pela percentagem detida.

Mário Duarte/Rui Miguel Gomes
@Jornal OJOGO

Share on Google Plus

Sobre Smile Brain

Portal de informação diária relacionada com o Sporting Clube de Portugal. Artigos, Reportagens e Exclusivos relacionados com a maior potencia desportiva nacional.

0 comentários: